quarta-feira, 26 de maio de 2010

Vidas e Navios...

Entre muitas coisas gosto de comparar a vida a uma embarcação. Um navio ou um pequeno barco tentando navegar para algum lugar. Uma embarcação que muitas vezes navega sem nenhuma orientação, sem mapas ou bússolas. Perdida no meio de um nevoeiro, desviando de rochedos para não afundar. Navegando entre ondas tentando não virar. Imagino-me conduzindo uma pequena embarcação, já que é mais ou menos como muitas vezes levo a vida. Sozinho num pequeno barco. Frágil e minúsculo no meio do mar. Tentando chegar a algum porto. Um lugar para ficar e chamar de lar. Acho, no entanto, cada vez mais que nunca vou encontrar esse lugar. Vou apenas afundar no meio do mar, destroçado contra os rochedos ou engolido por uma onda. E jazer em algum lugar profundo e frio. Sem nunca mais ser encontrado. Quem dera pudesse conduzir meu barco como em um simulador... E depois de afundar apenas apertar o botão "Jogar Novamente"...

video




Among many things I like to compare life as a ship. A large ship or even a little boat trying to sail somewhere. A ship that navigates many times with no direction, no maps or compass. Lost in the middle of a fog, avoiding rocks to don't crash. Sailing on big waves trying not to wreck. I imagine myself navigating a little boat, as I lead my life like this. Alone into a little boat. Fragile and tiny in the middle of the ocean. Trying to reach some shore. A place to dock in and call it home. I guess, anyway, more and more I'll never find that place. I'll just go wreck on the ocean, shattered against the rocks or swallowed by the waves. Just to rest in somewhere deep and cold. Never to be found again. I wish I could conduct this boat as on a simulator... And after I wreck would just push the "Play Again" button...

Nenhum comentário:

Postar um comentário